O chefe da equipe Ferrari, Stefano Domenicali, afirmou que não viu problema na decisão da equipe de prejudicar o brasileiro Felipe Massa para beneficiar o espanhol Fernando Alonso no GP dos Estados Unidos, realizado no domingo.

Antes da corrida, a escuderia decidiu trocar a caixa de câmbio do carro do brasileiro. Com isso, Massa perdeu cinco posições no grid e largou em 11º. Assim, Alonso ganhou uma posição, além de largar do lado limpo da pista. “De outra forma, não teríamos feito a mudança no carro de Massa. Prefiro ser totalmente transparente. Em uma situação assim, é possível simular algo facilmente, mas é melhor dizer a verdade. Esse é nosso estilo, meu estilo”, disse Domenicali.

Leia também:  Atleta de Rondonópolis fica com cinturão do Conselho Mundial de Muaythai

“Era nossa responsabilidade porque sabíamos que a diferença de estabilidade entre um lado e outro da pista era muito grande, e se quiséssemos estar na briga no Brasil, era muito importante ter o primeiro carro na frente nas duas primeiras voltas. Caso contrário, a corrida teria praticamente terminado”, acrescentou o dirigente, que elogiou o comprometimento do brasileiro com a equipe.

“Ele (Massa) compreendeu quando lhe expliquei a decisão, e se algum chefe de equipe disser que não tomamos a decisão correta, estará mentindo”, disse.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.