Em uma semana, no período de 8 a 14 de novembro, Mato Grosso registrou 353 casos de dengue, de acordo com levantamento divulgado pela Secretaria estadual de Saúde nesta quarta-feira (14). Já nos primeiros 10 meses deste ano, o número de notificações chega a 40.041 casos. Desse total, 135 casos foram considerados graves e 22 mortes foram registradas, sendo 17 confirmadas e cinco sob investigação.

Cuiabá registrou até o momento 10.536 casos da doença, sendo 55 graves. Em Várzea Grande, região metropolitana, a notificação é de 3.009 casos de dengue. Destes, 22 são considerados graves. Em Sinop, a notificação é de 5.703 casos. Onze deles são graves. Já em Rondonópolis a notificação é de 1.373 casos da doença, sendo três casos graves.

Leia também:  Rondonópolis conta com mais de 10 mil inscrições no ENEM

Em relação o mesmo período do ano passado, houve três vezes mais casos de dengue em todo o estado. Em 2011, foram notificados 9.421 casos no mesmo período. No mesmo período do ano passado, Cuiabá notificou 1.195, Várzea Grande, 353, Sinop, 1.933, e Rondonópolis, 297.

Os municípios que confirmaram mortes pela doença foram Cuiabá(5), Sinop (4), Aripuanã (1), Sorriso(1), Tangará da Serra(1), Nortelândia (1), Jaciara (1), Colíder (1) e Querência (1). Já os municípios que apresentam mortes ainda em investigação são Campo Novo dos Parecis (1), Várzea Grande (2), sendo um confirmado e um em investigação, Vila Bela da Santissima Trindade (1), Planalto da Serra (1) e Água Boa (1).

Leia também:  Com probabilidades de chuvas, período exige cautela de motoristas nas rodovias

Medidas de prevenção

A Secretaria de Estado de Saúde recomenda medidas simples de prevenção que devem ser adotadas pela população para evitar a proliferação do mosquito transmissor da doença. Entre elas estão manter as caixas d’água, tonéis e barris, ou outros recipientes que armazenam água, totalmente tampados e limpos lavando-os com escova e sabão semanalmente. Remover tudo o que possa impedir a água de correr pelas calhas e não deixar que a água da chuva fique acumulada sobre as lajes.

No caso dos vasos de plantas, a recomendação é encher os pratinhos que ficam embaixo dos vasos até a borda. Se não tiver colocado areia, o pratinho deve ser lavado com escova, água e sabão, pelo menos uma vez por semana. Deve-se jogar no lixo todo objeto que possa acumular água, como potes, latas e garrafas vazias, além de colocar o lixo em sacos plásticos, fechar bem esses sacos e deixá-los fora do alcance de animais.

Leia também:  Captação de leite registra queda de 10,3% em MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.