Evo Morales, em cerimônia no palácio do governo de La Paz, em 15 de novembro (Foto: Juan Karita/AP)

Nas próximas 24 horas, os bolivianos estão impedidos de circular pelas ruas, de abrir o comércio e de fazer viagens dentro do país – além da lei seca que os impede de consumir bebidas alcoólicas. O motivo da “clausura” imposta pelo Auto de Bom Governo, emitido pelos departamentos (subdivisões distritais bolivianas), é garantir que todos os habitantes do país sejam entrevistados pelos pesquisadores no Censo de População e Moradia, o maior estudo realizado na Bolívia desde 2001.

O censo buscará informações sobre crescimento demográfico, nível de educação, saúde, emprego, migração interna e externa e população indígena e camponesa. No censo de 2001, 62% da população declarou identidade indígena, um dado demográfico que foi relevante para a eleição de Evo Morales, em 2006, como presidente.

Leia também:  Homem fica ileso após ser arremessado por ônibus na Inglaterra
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.