Foto:jangadeiroonline

Perto da decisão diante do Paysandu, que vai definir um dos finalistas da Série C 2012, os jogadores do Icasa se recusaram a treinar no Romeirão. Agora, ameaçam entrar em greve e até mesmo não jogar contra o Papão por conta do atraso nos salários.

Elenco ameaça não entrar em campo

Diferentemente do acertado antes da partida de ida das semifinais, a diretoria do Icasa não pagou na última segunfa-feira os 50 mil reais de gratificações aos jogadores pelo acesso à Série B e também não regularizou os salários atrasados.

De acordo com o presidente do clube, Paes de Lira, já não há um prazo fixo para que os acertos ocorram.

Leia também:  Árbitros de Mato Grosso participam de curso promovido pela CBF

“O Icasa não vai fixar uma data porque, se fixar e não cumprir, vai dar problema”, afirmou.

Segundo Lira, “a diretoria não está de braços cruzados” e procura uma solução para o problema. Por isso, aposta na presença da torcida no Romeirão na quinta-feira para ajudar financeiramente a equipe.

“O único meio de angariar recursos é por meio da torcida. Temos o empresário Arthur Boim, a torcida e alguns abnegados que também ajudam, mas não é em um volume que dá para pagar uma folha”, explica o dirigente.

A partida contra o Paysanu está marcada para esta quinta-feira, às 20h00, no Estádio Romeirão, em Zuareiro do NOrte. No jogo de ida, o Papão acabou vencendo por 3 a 2.

Leia também:  Após derrota, Luve tem desafio contra o Oeste
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.