O assaltante Lindomar Alves de Almeida, de 33 anos, apontado como um dos líderes de quadrilhas de assaltos a banco na modalidade “Novo Cangaço” (quando funcionários e clientes são feitos escudos humanos), será recambiado da Bahia para Cuiabá, nesta semana.

Ele será interrogado na Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Judiciária Civil, e na Justiça e, depois, segue para o presídio federa, provavelmente em Rondônia.

Lindomar é considerado um dos presos mais perigosos do país, e as autoridades de Mato Grosso chegaram à conclusão de que ele poderia fugir, caso ficasse preso em Cuiabá.

“Em 2004, ele (Lindomar) conseguiu fugir do Carumbé, pelo do maior túnel cavado até hoje. E ele foi um dos coordenadores da explosão do muro do Pascoal Ramos (PCE), onde fugiram 35 presos, neste ano. Não tem a menor condição de ele ficar em Mato Grosso”, disse um policial.

Leia também:  Investigação de inteligência da PM leva a prisão de homem por falsidade ideológica

Lindomar foi preso em Feira de Santana (BA), onnde está preso, no último dia 7.

Até de assaltos a banco, ele é investigado também em dois ataques a carro-forte ocorrido nos últimos meses em Mato Grosso. Os bandidos atacaram e explodiram os carros-fortes, em plena BR-163, rodovia federal que dá acesso ao Norte de Mato Grosso e ao Estado do Pará.

O último ataque ocorreu no dia 5 de setembro, quando cinco homens armados com fuzis que explodiram um carro-forte e levaram dinheiro.

A Polícia calcula que eles levaram menos de R$ 100 mil, uma vez que o carro iria atender as agências dos Correios nos municípios em que funcionam posto de pagamento do Banco do Brasil. Os policiais confirmaram que os ladrões chegaram a ter acesso aos malotes, mas havia pouco dinheiro.

Leia também:  Assaltante se passa por cliente e rouba jóias e motocicleta de vendedor

No dia 1º de junho, quatro homens armados com fuzis explodiram um carro-forte, na mesma rodovia, e levaram todos os malotes com dinheiro. O valor roubado seria superior a R$ 1 milhão, pois o dinheiro iria abastecer caixas eletrônicos e agências do interior.

O bando usou uma picape S 10 para parar o veículo carregado com dinheiro. No choque com o carro-forte, a picape ficou com a frente amassada, chamando a atenção de quem passava pelo local.

Os seguranças suspeitaram de um acidente. Assim que abriram a porta, houve troca de tiros e, em seguida, jogaram um explosivo que detonou com parte do veículo.

Policiais do GCCO informaram que Lindomar tem oito mandados de prisão decretada pela Justiça de Mato Grosso.

Leia também:  Paranatinga | Menor de 15 anos é apreendida por tráfico de drogas

“Em maio deste ano, o GCCO intensificou a cassada ao maior assaltante de roubos bancos do país, procurado pela Polícia Federal e Polícias Civis de Mato Grosso, Goiás, Bahia, Acre, Pará e outros estados brasileiros”, informou o delegado Flávio Stringueta, titular do GCCO, que comanda o caso envovendo o assaltante.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.