Foto: Arivaldo Chaves / Agencia RBS

O Conselho Federal de Medicina aconselha que a lipoaspiração retire no máximo 7% do peso corporal da paciente, por uma questão de segurança. Para o cirurgião plástico Wagner Montenegro, é importante que as mulheres tenham isso em mente e saibam que o procedimento serve para definir o contorno do corpo e não para reduzir peso.

— Muitos pacientes querem fazer a lipoaspiração com intuito de emagrecer. É uma ilusão pensar que o procedimento seja tratamento para obesidade — diz.

Segundo ele, quem busca retirar gordura localizada das coxas, glúteos, braços, abdômen e culote deve ser saudável, ter pele firme e elástica e bom tônus muscular. Também deve estar, no máximo, 30% acima de seu peso ideal.

— O segredo de uma lipo bem sucedida é a precisão na remoção do tecido adiposo nas regiões nas quais há acúmulo, o que pode significar, às vezes, a perda de cinco a seis quilos no corpo da paciente — conta o cirurgião.

Leia também:  Aprenda dicas rápidas para uma maquiagem perfeita

Celulite

A celulite é um problema de origem hereditária que também pode ser desencadeada por distúrbios hormonais. Um problema que se agrava quando associado a fatores como má alimentação, sedentarismo e excesso de peso. O resultado disso é a disfunção na circulação, que acaba provocando alteração na pele. A lipoaspiração não tem como objetivo tratar a celulite, mas pode trazer grande melhora, diz Montenegro.

Lipo na gestação

Ao contrário do que muitas mulheres pensam, a lipoaspiração de abdômen pode, e até deve, ser realizada antes da gestação, afirma o especialista:

— É interessante que a lipoaspiração seja realizada antes de ter filhos porque o procedimento retira a gordura localizada, fator que auxilia na preparação do corpo para as mudanças que ocorrem durante o período de gestação, mantendo a silhueta adquirida com a cirurgia, limitando o aumento do volume de gordura na região tratada, diminuindo a flacidez e evitando o surgimento de estrias.

Leia também:  Conheça as tendências de acessórios que são a aposta do momento | Moda e Beleza

Como reduzir os riscos

Os cuidados com a lipoaspiração são os mesmos de qualquer procedimento cirúrgico, ainda que minimamente invasivo. Os riscos de ocorrer qualquer complicação durante a cirurgia reduzem drasticamente se forem tomados alguns cuidados essenciais no pré e no pós-operatório:

::: Antes da cirurgia, faça todos os exames laboratoriais prescritos pelo médico.

::: Suspenda, se for o caso, a ingestão de medicamentos anticoagulantes, como o ácido acetilsalicílico.

::: Evite o consumo de cigarro e bebidas alcoólicas nos dias anteriores à cirurgia.

::: Faça jejum absoluto de sólidos e líquidos nas oito horas que antecedem a cirurgia.

::: Avise o médico se tiver gripe ou mal estar.

::: Após a lipo, o paciente deve permanecer internado no hospital por uma noite, recebendo alta no dia seguinte se estiver bem.

Leia também:  Confira modelos de faixas coloridas para bebês | Moda e Beleza

::: Use os medicamentos prescritos.

::: Não deixe de usar a cinta cirúrgica antes do previsto.

::: Faça prevenção da embolia pulmonar com dispositivos que comprimem os membros inferiores.

::: Alerte o médico imediatamente se ocorrer algum problema.

— São medidas simples, mas que garantem uma recuperação rápida, segura e eficiente — diz Montenegro.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.