Marin pede agilidade para as sedes da Copa
das Confederações (Eliária Andrade / Ag. O Globo)

A Fifa confirmou as seis sedes da Copa das Confederações de 2013, no Brasil, e afirmou que não há plano B para o caso de atraso em alguma das obras dos estádios. José Maria Marin, presidente da CBF e do Comitê Organizador Local, no entanto, afirmou que não serão tolerados mais atrasos. E que pode ter corte.

Depois do evento em que Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro e Salvador foram confirmadas como sede da competição, Marin foi categórico ao afirmar que o estádio que não estiver pronto para o primeiro teste, no dia 15 de abril de 2013, estará automaticamente fora do torneio.

– O estádio que não estiver pronto no dia 15 de abril estará excluído. Isso não sou eu que estou determinando. É um compromisso que assumimos com a Fifa – falou Marin.

Leia também:  Antigo Luthero vira cult e ganha lembrança especial do torcedor

A declaração do presidente da CBF, de certa forma, vai na contramão do que afirmaram os representantes da Fifa nesta quinta-feira, no Museu do Futebol. Segundo eles, a entidade não tem “plano B” para o caso de algum estádio não ficar pronto. As situações mais críticas são as de Recife, Rio de Janeiro e Salvador.

– Não temos plano B. Estamos convencidos que essa era a data. Se não estivéssemos convencidos que estariam prontos em 15 de abril, os estádios não seriam anunciados hoje. Não tem volta. É um ponto sem retorno – disse Walter de Gregorio, diretor de comunicações da Fifa.

Inicialmente, o prazo para entrega dos estádios da Copa das Confederações era dezembro deste ano. Mas apenas Belo Horizonte e Fortaleza vão cumprir essa data. Os outros quatro têm de entregar a obra para a Fifa em fevereiro, com a condição de estarem completamente prontos para o primeiro teste, no dia 15 de abril.

Leia também:  Times de Mato Grosso vão mal na rodada de final de semana
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.