Duas de ouro e quatro de bronze, essas são as conquistas de Mato Grosso até momento nas Olimpíadas Escolares 2012. A sexta medalha veio, ontem à tarde, com a judoca Larissa Marques de Carvalho, 15 anos, de Campo Verde, que disputou pela primeira vez na categoria A.

A estudante garantiu o bronze ao vencer cinco lutas no super ligeiro, para atletas de até 40 quilos. Essa é a segunda medalha do Judô nas Olimpíadas sendo que a primeira foi o ouro de Ruan Barros, na categoria médio. Mas o destaque da delegação de Mato Grosso nesse segundo dia de provas do evento foi o atletismo, com a conquista de quatro medalhas, sendo uma de ouro e três de bronze.

Leia também:  Ex-presidente da CBF é banido do futebol

O primeiro lugar foi conquistado por outra estreante, Ana Karolina Campos Silva, 15 anos, de Barra do Garças, na prova dos 800 metros rasos. As medalhas de bronze foram para Jéssica da Silva Almeida, 17 anos, e Stefane Ribeiro Santos, 15 anos, de Sorriso, e Igor Gonçalves Queiroz, 16 anos, de Várzea Grande.

Jéssica e Igor conquistaram o terceiro lugar no lançamento do disco e Stefane nos 400 metros rasos. Para hoje, último dia de provas na pista da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), a equipe de atletismo da delegação mato-grossense estará presente em 15 finais, com possibilidades reais de garantir mais conquistas e manter a tradição como esporte que mais produz medalhas para o Estado, em olimpíadas.

Leia também:  Título estadual do Grêmio repercute em Barcelona

De acordo com o técnico, Sivirino Souza dos Santos, os atletas estão correspondendo a expectativa de bons resultados. Ele citou o ouro de Ana Carolina, na categoria A. Outro estreante com chances de repetir o feito da campeã dos 800 metros é Matheus Silva Assis, 15 anos, de Barra do Garças. Ele foi campeão dos 800 metros nas OEs 2011, categoria B. “Estamos confiantes na estreia do Matheus nessa categoria”, afirmou.

Mato Grosso também tem fortes chances de medalha nos 3000 metros, com Victor Vinicius da Silva, 17 anos, de Barra do Garças, e assim ser consagrado bicampeão das OEs. Para o técnico Marcos Flademir Vieira, as conquistas obtidas pelo atletismo deve-se ao apoio das escolas, Governo do Estado, por meio das Secretarias de Estado de Educação (Seduc) e Esportes e Lazer (Seel) e parceiros da iniciativa privada.

Leia também:  Fifa analisa possibilidade de Ibrahimovic não poder ser convocado para a Copa do Mundo

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.