Foto: assessoria

Um dos patrocinadores do Mixto Esporte Clube começa liberar esta semana as parcelas que estão atrasadas faz quatro meses. Com isso, o alvinegro pretende começar a colocar a casa em ordem, quitando dívidas que foram contraídas e não pagas pelas diretorias anteriores e cujo montante já supera R$ 1,5 milhão, conforme afirma o atual presidente do clube, Hélio Machado.

Umas das prioridades do Mixto é o pagamento dos salários dos jogadores e que não estão atrasados tanto assim, como tem divulgado a crônica esportiva de Cuiabá. Segundo Machado, o alvinegro deve setembro e outubro, que o clube tem até o dia 10 do mês seguinte para quitar e uns 10 dias do mês de agosto.

Leia também:  União faz amistoso com equipe de Mato Grosso do Sul

”O Mixto estaria numa boa situação se as diretorias anteriores tivessem honrado os compromissos que assumiram. Mas eles ficaram devendo tanto para jogadores, empregados e fornecedores que o dinheiro de outro patrocinador do clube é bloqueado pela Justiça antes mesmo de cair na conta do Mixto para garantir o pagamento de dívidas trabalhistas…” – revela o presidente alvinegro.

Apesar do problema financeiro do alvinegro, muitos jogadores continuam treinando e jogando normalmente, enquanto uns poucos integrantes do plantel mantêm a greve decretada há duas semanas e só voltam a treinar normalmente quando o clube colocar os seus salários em dia.

Os jogadores que se recusam a treinar embora estejam jogando vão ter uma surpresa desagradável quando receberem seus cheques de quitação dos salários: o desconto dos dias que deixaram de participar da preparação física. ‘’Quem não trabalha não recebe…” – ressalta o presidente mixtense.

Leia também:  Federação e clubes definem detalhes da Copa FMF

Hélio Machado não confirma, mas tudo indica que além dos descontos dos dias parados, os jogadores grevistas vão ter outra surpresa: receber junto com o pagamento o “bilhete azul”.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.