Na semana em que se comemora o Dia da Consciência Negra (20), representantes do Movimento Negro de Rondonópolis estiveram presentes durante a 181ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal, realizada nesta quinta-feira (22), e leram uma Carta Aberta à sociedade sobre as conquista obtidas em prol da população afrodescendente.

A vice-presidente do Movimento, Francyslene Pereira Neves, fez a leitura da Carta Aberta, que foi distribuída no município durante as atividades do Dia da Consciência Negra, onde são relatadas vitórias como a garantia das sobrevagas nas universidades públicas, criação da Associação do Falcêmicos de Rondonópolis, a implantação da Lei nº 7466/2012 que oferece assistência à saúde dos portadores da Anemia Falciforme e, principalmente, o ingresso de estudantes nas universidades por meio da capacitação no Cursinho Pré-vestibular oferecido pelo Movimento aos jovens carentes.

Leia também:  Ex-prefeito de Diamantino é condenado por nepotismo

Durante a fala, a vice-presidente afirmou que uma das metas do Movimento é a criação de uma escola multiestruturalista com carga horária de 10 horas diária, como forma de dar chances aos jovens para obter um futuro melhor, além de retirá-los das ruas. Francyslene também recordou do trabalho desenvolvido pela ex-presidente do Movimento, Elaine Aparecida de Oliveira Lopes, que faleceu recentemente.

Ao final da fala da representante da entidade, o vereador Adonias Fernandes (PMDB) pediu o uso do fala e parabenizou o Movimento pela relevante atuação prestada a sociedade que, em sua opinião, tem feito a diferença na vida de muitas pessoas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.