Foto: internet

Saiu do forno a tão esperada lista de dispensas do Palmeiras. E ela acabou sendo menos traumática do que o imaginado inicialmente. No total, 16 jogadores não interessam mais ao clube, mas oito deles sequer jogaram o Brasileirão pelo clube de Palestra Itália.

Conforme esperado, cinco jogadores que terão seus contratos se encerrando no fim do ano não terão o vínculo renovado e podem assinar com outros clubes, uma vez que não estão nos planos do Palmeiras mais: o lateral-esquerdo Leandro, o volante João Vitor, o meia Daniel Carvalho e os atacantes Betinho e Obina.

Outros 11 atletas possuem contrato com o Palmeiras, mas “estão disponíveis para negociação”, conforme aponta nota divulgada pelo clube. Do elenco principal, estão na lista apenas os zagueiros Leandro Amaro e Wellington e o meia Patrik. Assim, a lista de dispensa tem apenas oito dos rebaixados.

Leia também:  União perde em casa e dá adeus ao sonho da Série C

Também são considerados negociáveis pelo clube os goleiros Pegorari e Carlos (quarto e quinto reservas), os laterais Fabinho Capixaba, Luís Felipe e Gerley, que estavam emprestados a Criciúma, Boa e Bahia, respectivamente, o volante Tinga, que jogou a Série B pelo Ceará, e os atacantes Tadeu (estava no Barueri) e Tadeu (encostado).

Acabaram ganharam uma sobrevida no clube os zagueiros Leandro Amaro, Adalberto Román e Thiago Heleno, o volante Márcio Araújo e o atacante Maikon Leite, que, especulava-se, estariam entre os dispensados.

Também seguem no clube: os goleiros Bruno, Alemão e Fábio; os laterais Artur, Juninho e Fernandinho; os zagueiros Henrique, Maurício Ramos e Luiz Gustavo; os volantes Marcos Assunção, João Denoni e Correa; os meias Wesley, Valdivia, Tiago Real e Patrik Vieira; e os atacantes Mazinho, Luan, Barcos, Vinicius e Barcos.

Leia também:  Luverdense deixa a zona de rebaixamento
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.