Foto: assessoria

O Luverdense não ficou com o acesso na Série C, mas a boa campanha fará com que diversos jogadores deixem o clube. Pelo menos é o que indicou o presidente Helmute Lawisch (foto abaixo), após a vitória de 1 a 0 sobre a Chapecoense, na última quinta, pelo jogo de volta das quartas de final da competição.

Ao mesmo tempo ele quer permanecer com a base do time que quase conquistou classificação à Série B. O que provavelmente não acontecerá com o meia Rubinho, destaque do time e que antes mesmo do final da primeira fase já vinha recebendo sondagens de clubes brasileiros.

“Queremos permanecer com este elenco, mas outros clubes já estão em cima. O Rubinho mesmo é um exemplo. Nós recuperamos ele para o futebol e hoje são muitas as equipes que querem contar com o futebol dele. Apesar de não termos subido, nós mostramos que é possível fazer futebol no interior do Estado “, disse Helmute.

Leia também:  Circuito de Tênis têm inscrições abertas para torneio em Cuiabá

Dois já deixaram o grupo após a derrota de quinta-feira. O primeiro foi o zagueiro Tiago Garça e o outro o técnico Dado Cavalcanti, anunciado pelo Mogi Mirim para o Paulistão. Nomes como o de Carlos Alberto e Régis também são especulados fora de Lucas do Rio Verde.

O Luverdense agora montará o planejamento para 2013 e foca o título do Campeonato do Mato Grosso.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.