Foto: globo esporte

No próximo domingo, o Náutico terá o melhor cenário que a torcida poderia imaginar para encerrar a participação na Série A 2012: sem chance de descenso, podendo se classificar para a Copa Sul-Americana e com o poder de rebaixar o rival Sport, nos Aflitos. E sobre a possibilidade de ir ao céu com o sonho de um torneio internacional e ver o concorrente ir para o inferno com uma possível queda, o presidente Paulo Wanderley foi o único que admitiu um certo gosto especial nesse combinação.

“Será um jogo diferente e tenho que admitir que é outra sensação saber que podemos derrubar o Sport. Falo como alvirrubro. Não tem como negar, precisamos derrubar o Leão pois ainda temos o objetivo de conquistar uma vaga na Sul-Americana. O adversário vai ter que lutar muito para nos superar. Será uma partida especial”.

Leia também:  Público reage e evita prejuízo para o União

Mesmo seguindo o discurso do grupo e do técnico Alexandre Gallo de que o foco principal é a Sul-Americana, o presidente do Náutico estava aliviado por não ter mais chances de ver o time rebaixado para a Série B. Depois do empate com o Bahia, no Pituaçu, o Timbu não pode mais ser alcançado pelo Sport, 17º colocado, já que, restando apenas uma rodada, a distância é de cinco pontos.

– Agora estou tranquilo, pois apesar de termos sempre em mente a classificação para a Sul-Americana, sempre existia a dúvida de um rebaixamento. A partir desse empate não sofremos mais com essa preocupação. É um alívio.

Para o confronto final do domingo, às 17h (horário de Brasília), nos Aflitos, Paulo Wanderley espera que a casa alvirrubra esteja cheia.

Leia também:  União, mesmo com derrota, avança e joga de novo contra o Dom Bosco

– Tenho certeza que faltará ingressso. Vamos lotar o nosso estádio para apoiar nessa conquista da vaga para a Sul-Americana. Será um grande jogo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.