O primeiro-ministro japonês, Yoshihiko Noda, precisou cancelar uma visita prevista à Rússia “devido à saúde” do presidente russo, Vladimir Putin, indicou nesta sexta-feira (30) uma fonte governamental japonesa.

Há semanas, a saúde de Putin é alvo de especulações, depois que o presidente russo cancelou muitas atividades no país e no exterior.

Ao que parece, Putin sofre com um problema antigo na coluna vertebral.

Uma fonte governamental confirmou à AFP que o cancelamento da visita de Noda à Rússia foi decidido a pedido de Moscou.

“A parte russa informou ao Japão sobre sua vontade de adiar o encontro evocando um ferimento de Putin”, afirmou a fonte.

Uma cúpula regional da Comunidade de Estados Independentes (CEI, que engloba a ex-URSS exceto os países bálticos e a Geórgia), prevista para 1º e 2 de novembro no Turcomenistão, foi adiada para 5 de dezembro, oficialmente devido a uma agenda apertada dos presidente dos principais países participantes, entre eles Putin.

Leia também:  Águas de Harvey inundam alojamentos e números de mortos aumentam

As viagens do presidente russo à Bulgária, Índia e Turquisa, previsto em novembro, também foram adiados para dezembro.

Dimitri Peskov, porta-voz de Putin, confirmou que o presidente sofria de uma leve lesão esportiva, depois que foi visto mancando em uma cúpula de paísees da Ásia Pacífico em Vladivostok, Extremo Oriental russo, em setembro.

Peskov desmente, no entanto, que esta lesão afete o trabalho do presidente, afirmando que a notícia não tem fundamento.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.