Os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) devem concluir na sessão desta segunda-feira (12) a fixação das penas a serem aplicadas à ré Simone Vasconcelos, ex-diretora administrativa da agência SMP&B, de Marcos Valério, operador do mensalão e do advogado de Valério, Rogério Tolentino.

Até a última quinta-feira (8), o colegiado já havia condenado Simone pelos crimes de formação de quadrilha (1 ano e 8 meses, já prescrita), corrupção ativa (quatro anos e dois meses de prisão mais 110 dias-multa, sendo o dia-multa equivalente a cinco salários mínimos, num total de R$ 143 mil).

No entendimento da maioria do tribunal, Simone era parte da quadrilha de Valério que realizava para o Partido dos Trabalhadores o pagamento a parlamentares, esquema que ficou conhecido como mensalão.

Leia também:  Advogado negro passa por constrangimentos por ser impedido de entrar em boate de Curitiba
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.