A Polícia Civil prendeu em flagrante na manhã desta sexta-feira (14) o advogado O.J. com um documento que apresentou indícios de falsificação. O fato, que será investigado pela Polícia Civil, pode revelar ou não a culpa do advogado, já que existe a possibilidade, segundo o delegado de plantão do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC), Sebastiao Lopes, de que O.J. também possa ter sido engado por terceiros.

De acordo com o delegado, o advogado foi contratado para fazer a liberação de um veículo que foi recolhido pela polícia, porém um dos documentos apresentava indícios de falsificação e por essa razão o advogado e o cliente foram chamados até o CISC para apurar quem seria o autor do crime.

Leia também:  Após anunciar moto em redes sociais, vítima é roubada, mas veículo é recuperado pela PM

O delegado observou que ao apresentar o documento falso o crime foi configurado, “Agora é preciso verificar se o advogado tinha ou não consciência de que o documento era falso, para só então fazer os encaminhamentos necessários” ressaltou Sebastiao Lopes, que pretende estar com o caso solucionado até o final da tarde desta sexta-feira (14/12).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.