Foto: assessoria

A um ano e meio da Copa do Mundo de 2014 e a seis meses da Copa das Confederações de 2013, os preparativos do Brasil para sediar as duas competições seguem em ritmo considerado positivo pelo Ministério do Esporte, segundo o qual 81% das obras programadas até o Mundial estão concluídos ou em andamento, totalizando 102 projetos, que envolvem estádios, portos, aeroportos e mobilidade urbana nas 12 cidades-sede da competição.

Esses projetos constituem o primeiro ciclo de planejamento para o evento de 2014 e estão estimados em R$ 23,6 bilhões, segundo o 4º Balanço de Ações para a Copa, feito pelo ministério, no final deste mês, com base em dados de novembro passado.  Outros R$ 2,5 bilhões serão gastos nas ações do segundo ciclo com os setores de telecomunicações, turismo, segurança e defesa, energia e promoção, totalizando investimentos de R$ 26,1 bilhões.

Leia também:  Membros do Conselho Estadual de Cultura tomam posse nesta quarta-feira

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, considera o balanço “um retrato positivo de que as obras, principalmente as relacionadas com a infraestrutura esportiva, estão dentro do cronograma acertado com a FIFA”. Por isso, o governo está otimista com a realização do Mundial e da Copa das Confederações no Brasil, até porque “algumas obras ficaram prontas bem antes da copa, como os estádios de Fortaleza e de Belo Horizonte e algumas intervenções em aeroportos. E as obras de mobilidade urbana e em portos estão em andamento”.

A Copa do Mundo de 2014 será a 20ª edição e terá o país como anfitrião pela segunda vez, sendo a primeira em 1950, quando o Uruguai conquistou o título e o Brasil foi vice-campeão. A competição será disputada entre 12 de junho e 13 de julho e ocorrerá pela quinta vez na América do Sul, 36 anos depois de a Argentina realizar o evento, em 1978.

Leia também:  Municípios realizam conferências de Assistência Social

As 12 capitais brasileiras que receberão os jogos são Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvado e São Paulo. Mas antes, de 15 a 30 de junho de 2013, seis delas sediarão a Copa das Confederações, que funcionará como evento-teste para 2014: Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Rio de Janeiro, Salvador e Recife.

Os estádios de Fortaleza (Castelão) e Belo Horizonte (Mineirão) já estão prontos e os outros quatro deverão ser entregues até abril de 2013, segundo o Ministério do Esporte.  Os demais deverão estar concluídos até dezembro de 2013. Os estádios receberão R$ 7,1 bilhões em investimentos, sendo R$ 3,76 bilhões em financiamento federal. O BNDES desembolsou R$ 1,9 bilhão, ou 51% do total, para oito projetos.

Leia também:  MPE entra com ação para município criar abrigo e esterilizar animais de rua
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.