Uma forte tempestade de inverno provocou o cancelamento de cerca de 200 voos nos Estados Unidos nesta quinta-feira (27), prejudicando as viagens de fim de ano, na medida em que a neve e os ventos fortes atingem o Nordeste do país.

O Serviço Nacional de Meteorologia dos EUA previu de 30,5 a 46 centímetros de neve no Estado da Nova Inglaterra, enquanto a tempestade se movia para o leste a partir dos Grandes Lagos, onde provocou mais de 30,5 cm de neve em partes de Michigan.

A frente fria foi acompanhada por uma chuva forte e gelada. O vale do rio Ohio e a região Nordeste dos EUA estão sob alerta de tempestade.

Há previsão de neve para Nova York, Vermont e New Hampshire, com ventos de até 48 km/h, de acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia.

Leia também:  O ex-executivo do Facebook larga tudo e prepara refúgio em ilha para sobreviver a 'apocalipse tecnológico'
Morador tenta limpar neve de rua em Pittsburgh, na Pensilvânia, Estados Unidos, nesta quarta-feira (26) (Foto: AFP)

Cerca de 200 voos de companhias aéreas dos EUA agendados para esta quinta foram cancelados com um dia de antecedência, de acordo com o FlightAware.com, site que monitora voos.

A American Airlines foi a companhia mais atingida, com cerca de 30 voos. Na quarta-feira (26), 1.500 voos foram cancelados nos EUA.

A tempestade provocou nevasca recorde no norte do Texas e em Arkansas, antes de avançar sobre o Sul dos EUA no dia do Natal e depois partir em direção norte. A frente fria provocou tornados e deixou quase 200 mil pessoas sem energia em Arkansas e Alabama.

Ao menos seis pessoas morreram em acidentes rodoviários provocados pelo clima, segundo a polícia.

Leia também:  Diretor dos filmes 'Rocky' e 'Karate Kid' morre devido a um câncer no pâncreas
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.