Estratégia deu certo, e João Pretto, Alexandre Ruiz e Ernani Khun garantiram vitória (Bruno Terena/divulgação)

Não bastasse a tensão que envolve os participantes de uma corrida de quase 12 horas, a edição de 2012 das 500 milhas de kart teve um ingrediente a mais na disputa pela vitória: a chuva, que apareceu nas duas horas finais em diferentes intensidades e bagunçou as estratégias das equipes. E entre tantos nomes badalados que se colocaram como candidatos ao primeiro lugar, um trio de “azarões” levou a melhor. O kart 13, guiado por Alexandre Ruiz, João Pretto e Ernani Khun, superou um problema mecânico no começo e a pista molhada com pneus slick no final para triunfar sobre a equipe Fittipaldi, que defendia o título de 2011.

Apesar das nuvens carregadas e da chuva que caiu até as primeiras horas da manhã, grande parte desta edição das 500 milhas foi disputada com tempo seco. Melhor para os pilotos, que conservaram seus equipamentos e tentaram manter seus karts inteiros ao fim das 650 voltas. Porém, a menos de duas horas do fim da prova, uma garoa começou a cair, alertando os times para uma possível mudança de tática no fim. Não deu outra: a água caiu com mais força nos últimos 50 minutos e fez com que alguns favoritos optassem por uma parada extra para colocar pneus de chuva. O trio da Spirit Sport resolveu arriscar e retomou a liderança que havia sido deles próprios durante o dia. Com cuidado, Ruiz levou o kart até a bandeirada e comemorou.
saiba mais

Leia também:  União estreia com derrota diante do Dom Bosco no Luthero

“A gente acaba sendo um pouco de coadjuvante nessa história. O povo está todo em cima deles, todo mundo em volta, e a gente acaba correndo por fora. Nessas horas, dá certo, como deu hoje. O pessoal acabou resolvendo não parar, faltavam poucas voltas, e foi a decisão correta. Estávamos batalhando há uns seis anos para ganhar essa corrida, e graças a Deus hoje conseguimos a vitória – disse Ruiz, encharcado após receber a bandeirada”.

O segundo lugar ficou com o kart 1 da equipe Fittipaldi, formada por Christian Fittipaldi, Danilo Dirani, Nelsinho Piquet, Felipe Guimarães e Vitor Meira. O time, que largou na pole position com seu outro kart – o 2, que chegou em quinto, uma volta atrás – foi um dos primeiros a decidir pelos pneus de chuva quando a pista ficou mais molhada, mas não houve tempo para descontar a diferença para os líderes. O terceiro lugar ficou com o kart 4 da Insano Racing, guiado por Julio Campos, Gabriel Casagrande, Ariel Varella, João Resegue, Lucas Di Grassi e Fernando Oizumi. O kart 110 da Techspeed, que liderou a primeira hora de prova, também saiu da briga pela vitória ao escolher os compostos de chuva, e terminou na quarta posição. Todos concluíram a prova na mesma volta.

Leia também:  Reway estará em jogo das eliminatórias da Copa do Mundo
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.