As chuvas que tiveram início na segunda semana de novembro têm favorecido as condições de desenvolvimento das lavouras de soja em Mato Grosso

De acordo com Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), em algumas regiões a chuva já é acima da média para o período segundo dados da Somar Meteorologia e, com a união de luminosidade, pode resultar em produtividade acima do esperado.

As regiões mais favorecidas e que quase não tiveram problemas com umidade continuam sendo médio-norte e sudeste, representadas por Sorriso e Sinop para a primeira e Rondonópolis para a segunda.

Ultimamente o que tem definido safras são a boa distribuição das chuvas e uma grande incidência luminosa sobre as plantas, fatores que só serão definidos no decorrer de dezembro, para as primeiras lavouras, e janeiro e fevereiro para lavouras médias a tardias.

Leia também:  Hospitais filantrópicos de MT anunciam paralisação na próxima semana

Mercado Futuro

O contrato futuro de soja, com vencimento para março, negociado na Bolsa de Valores de Chicago, registrou fortes recuperações na última semana. Depois de fechar o mês de novembro no vermelho, dezembro inicia-se diferente.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.