Após quatro meses de licença, Blairo Maggi reassumiu ontem (17) a cadeira de senador e já estuda ingressar com novo pedido de afastamento. Ele esteve reunido com o primeiro-suplente que o substituiu nesse período, Cidinho dos Santos.

Maggi quer dar encaminhamento a alguns projetos e votar outros, antes de um novo afastamento, como o que deve resultar na manutenção ou não de trechos vetados pela presidente Dilma na lei dos royalties. Ele defende a causa dos Estados não produtores, que propõem a redistribuição dos recursos provenientes da extração do petróleo.

Como o Congresso se prepara para o recesso, é provável que a licença fique para fevereiro, de modo a abrir novo espaço a Cidinho, que se mostrou atuante e bem articulado.

Leia também:  Ságuas vai deixar a política e voltar à medicina
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.