O governo de Dilma Rousseff deve anunciar ainda nesta semana a prorrogação dos benefícios fiscais com relação ao Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para veículos e produtos da chamada linha branca (geladeiras, fogões e máquinas de lavar).

Segundo informam os jornais Folha de S.Paulo e O Estado de S. Paulo nesta quarta-feira, a intenção do governo é manter o incentivo para o crescimento da economia e evitar uma pressão sobre a inflação no começo de 2013, já que os preços destes itens subiriam sem o desconto.

Esta seria a terceira prorrogação do benefício, adotado em maio deste ano, e que teria fim em dezembro. De acordo com a Folha de S.Paulo, a proposta da equipe econômica é de retomar gradualmente a cobrança do imposto até o final do primeiro semestre do próximo ano. Atualmente, carros nacionais com motor 1.0 l não pagam o IPI, que antes era de 7%, por exemplo. Além do IPI, o setor de automóvei afirmou que os preços devem subir no próximo ano devido à regra de tornar item básico os airbags e freios ABS para 60% dos carros feitos no País – neste ano apenas 30% deveriam conter os acessórios obrigatoriamente.

Leia também:  Micro-ônibus cai em ribanceira com mais de 30 pessoas e deixa mortos e feridos em SP
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.