Foto: arquivo/AGORAMT

O percentual de famílias inadimplentes no país cresceu, em dezembro deste ano, pelo terceiro mês consecutivo. As famílias com dívidas ou contas em atraso passaram de 21% em novembro para 21,7% neste mês, segundo Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, divulgada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC).

O total de famílias com dívidas (não necessariamente em atraso), como cheque pré-datado, cartão de crédito, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro e seguros, também subiu – de 59% em novembro para 60,7% em dezembro – e atingiu o maior patamar deste ano.

Segundo a CNC, o total de famílias que não terão condições de pagar as contas ou dívidas atrasadas também aumentou, de 6,8% para 7% entre novembro e dezembro.

Leia também:  Em desentendimento familiar, homem é morto a facadas pelo irmão em Rondonópolis

Na comparação com o mesmo período do ano passado, apenas o indicador de famílias sem condições de pagar as contas melhorou, já que era de 7,2% em dezembro do ano passado. Já os percentuais famílias com dívidas e famílias inadimplentes pioraram, já que eram 58,6% e 21,2%, respectivamente, no ano passado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.