Kim Jong-Un no mausoléu do pai no Kumsusan Palace (Foto: AP/ ASSOCIATED PRESS)

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, foi nesta segunda-feira (17) ao Palácio Memorial de Kumsusan em Pyongyang para prestar homenagem a seu pai, Kim Jong-il, de cuja morte por causa de um infarto se completa um ano, informou a imprensa estatal do país comunista.

Imagens da televisão estatal norte-coreana mostraram como Kim Jong-un, acompanhado de altos cargos do regime e sua esposa, Ri Sol-ju, todos vestidos de luto, apresentavam seus respeitos ao falecido ditador com reverências.

Vestida com um folgado vestido preto que poderia dissimular uma gravidez sobre o qual especularam os meios de imprensa nos últimos meses, a esposa do líder norte-coreano se manteve a seu lado com semblante sério durante a homenagem, segundo as imagens.

Leia também:  Sete toneladas de marfim são confiscada em Hong Kong totalizando a maior apreensão em 30 anos

O primeiro aniversário da morte de Kim Jong-il foi o dia escolhido para a reabertura, após uma renovação, do Palácio de Kumsusan, que abriga o corpo embalsamado do fundador do regime, Kim Il-sung, avô do atual líder.

Segundo a agência sul-coreana ‘Yonhap’, não se descarta que durante o dia de hoje se apresente o corpo embalsamado de Kim Jong-il.

Kumsusan já abrigou há um ano as longas exéquias do falecido ditador, que governou a Coreia do Norte com mão de ferro durante 17 anos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.