No período de 11 meses, referentes aos meses de janeiro até a primeira semana de dezembro, a Secretaria de Saúde de Mato Grosso notificou 41.771 casos de dengue em todo o estado. Na última semana houve um aumento de 681 casos registrados e até o momento foram registrados 25 mortes, sendo 20 confirmados e cinco ainda em investigação. O caso mais recente ocorreu no município de Cáceres, a 220 km de Cuiabá, onde uma dona de casa de 39 anos morreu por complicações de dengue. A morte foi confirmada do último dia 28, dois meses após a morte, segundo a Vigilância Sanitária do município.

Cuiabá, a capital do estado, tem a notificação de 10.557 casos de dengue, sendo 55 de casos graves. Em Várzea Grande a notificação é de 3.018 casos de dengue, sendo 22 de casos graves. Em Sinop, a notificação é de 5.955 casos, sendo 11 casos graves e, em Rondonópolis, a notificação é de 1.428 casos da doença, sendo 03 casos graves.

Leia também:  Bombeiros se alegram por não ter registro de afogamento em festival de praia em MT

No mesmo período do ano passado, a Secretaria registrou 10.209 casos, o que representa um aumento de 479% no número de casos registrados. Naquele período, Cuiabá teve 1.219 casos de dengue notificados.

Medidas de prevenção
A Secretaria de Estado de Saúde recomenda medidas simples de prevenção que devem ser adotadas pela população para evitar a proliferação do mosquito transmissor da doença. Entre elas estão manter as caixas d’água, tonéis e barris, ou outros recipientes que armazenam água, totalmente tampados e limpos lavando-os com escova e sabão semanalmente. Também é recomendável remover tudo o que possa impedir a água de correr pelas calhas e não deixar que a água da chuva fique acumulada sobre as lajes.

Leia também:  Mortes envolvendo motociclistas teve queda de 67% nas BRs-163 e 364

No caso dos vasos de plantas, a recomendação é encher os pratinhos que ficam embaixo dos vasos até a borda. Se não tiver colocado areia, o pratinho deve ser lavado com escova, água e sabão, pelo menos uma vez por semana. Deve-se jogar no lixo todo objeto que possa acumular água, como potes, latas e garrafas vazias, além de colocar o lixo em sacos plásticos, fechar bem esses sacos e deixá-los fora do alcance de animais.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.