Durante o II ENAPRO (Encontro Nacional das Agências de Propaganda) foram discutidos diversos assuntos referentes à propaganda, e eu pude constatar que os problemas assim como as conquistas são homogêneos nas agências de todo o país.

Em meu 2º ano de mandato como presidente do Sindicato das Agências de Propaganda de Mato Grosso (Sinapro-MT), sempre me fazem a seguinte pergunta: “O que eu ganho em me filiar ao SINAPRO/MT?”. E eu sempre respondo: ‘Além dos benefícios comuns como os convênios, o principal diferencial é poder discutir e tomar providências a respeito do nosso mercado, da nossa classe, pois é a partir da unidade que se somam forças para superar os desafios apresentados dia a dia’.

Leia também:  Luto e luta: todas as vidas nos importam

É fácil, pode-se dizer, até cômodo, jogar pedras e tecer críticas ao Sindicato, mas se houver união e companheirismo,será possível ir mais longe com nossos ideais.

O mercado publicitário em 2013 tem uma estimativa de crescimento de 10% a 12% no Brasil, levando-se em conta a retração do varejo que deverá ocorrer por conta da falta de margem consignada.

Eu acredito que em Mato Grosso teremos um crescimento de 20%, pois o investimento em propaganda está diretamente ligado ao desenvolvimento econômico que estamos vivenciando, fruto da iminência da Copa do Mundo FIFA 2014.

Também foi pautado no evento que o mercado publicitário está em constante mutação, o que exige maior preparo das agências para inúmeras perguntas sem respostas concretas, como é o caso dasmídias sociais por exemplo.

Leia também:  Uma empresa, a solução perfeita e a miopia de uma equipe

A única certeza que temos é que as agências terão que reinventar-se e adaptar-se às novas realidades da comunicação. O futuro é uma incógnita, mas sabemos que ele já chegou.

Filie-se ao SINAPRO/MT. Venha somar forças com a gente na construção dessa nova história.

Cláudio Cordeiro é presidente do SINAPRO/MT

 

Advertisements
COMPARTILHAR
Artigo anteriorAdeus Orione, o último ditador!
Próximo artigoMenos cultura

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.