Mato Grosso tem mais 700 km de fronteira seca com a Bolívia. A posição geográfica do Estado faz com que a comercialização de drogas se torne mais frequente do que em outras regiões do Brasil. Com o objetivo de investir na prevenção e repressão do tráfico de drogas, o senador Pedro Taques (PDT) destinou, através de emenda parlamentar, R$ 500 mil para operações de segurança na fronteira.

O recurso será destinado às Forças Armadas, mas deve ser empregado especificamente na fronteira de Mato Grosso. No Senado, como membro da Subcomissão Permanente de Segurança Pública, Pedro Taques faz um trabalho legislativo com vistas a propor inovações normativas necessárias ao combate à criminalidade. Entre essas medidas está a reformulação do Código Penal, que abrange a questão da segurança.

Leia também:  Rondonópolis em luto; cidade perde Mariazinha Saddi

“A violência e a falta de segurança são problemas graves que afligem a população, Infelizmente, apesar dos esforços, não temos recebidos dados satisfatórios sobre a contenção do problema. O Mapa da Violência, divulgado pelo Ministério da Justiça ano passado, mostra que 80% dos entrevistados mudaram o hábito em razão da violência”, explicou o senador.

Além de contribuir fazendo indicações de emendas, Pedro Taques também apoia o projeto de construção de uma base aérea em Cáceres para o patrulhamento da fronteira. No Orçamento do ano passado (OGU-2012) Pedro Taques também fez investimento na segurança. Ele destinou R$ 3,2 milhões para a construção de bases comunitárias em Cuiabá, Várzea Grande, Pontes e Lacerda, Alta Floresta e Guarantã do Norte. Os recursos estão em fase de liberação de dotação orçamentária na Casa Civil.

Leia também:  Cursos de Gestão Pública tem presença expressiva de acadêmicos
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.