Nicholas Santos larga para burcar o sexto tempo nos 50m livre (Foto: Satiro Sodré / Agif)

Um dos principais nomes da seleção brasileira em Istambul, Nicholas dos Santos foi o destaque da segunda manhã de eliminatórias do Mundial de Piscina Curta, nesta quinta-feira. O nadador do Flamengo passou para as semifinais dos 50m livre com o sexto tempo da primeira etapa. Além dele, outras três nadadoras do país e o revezamento 4x200m livre masculino avançaram na competição.

Sem Cesar Cielo no balizamento dos 50m livre, o amigo Nicholas representou bem o país nas eliminatórias desta quinta-feira. O atleta do Flamengo terminou em sexto, empatado empatado com o americano Antony Ervin, com o tempo de 21s50, e se classificou para as semifinais. O novato Leonardo Alcover foi o 32º (22s21) e ficou pelo caminho. Atual campeão olímpico da prova, o francês Florent Manaudou fez a segunda melhor marca (21s06), atrás apenas do russo Vladimir Morozov (20s98).

Leia também:  Brasileira leva ouro em natação e se torna a 1° campeã mundial do país

Nicholas, no entanto, decidiu sair da prova para priorizar os 50m borboleta, que terá as semifinais no mesmo dia da final dos 50m livre.

– Tive uma sensação boa, acho que se fosse para uma final nos 50m livre conseguiria ser competitivo e até disputar uma medalha, mas posso me prejudicar no borboleta, que é uma prova que eu gosto muito de nadar, mas nunca treino nada para ela. Dessa vez, decidi sair um pouco do que estou acostumado e tentar uma coisa diferente, nova. É um desafio pessoal – disse.

Nas eliminatórias dos 100m livre, dois nomes da nova geração da natação feminina brasileira se destacaram. Alessandra Marchioro e Larissa Oliveira fizeram o nono (53s95) e o 16º melhores tempos e garantiram vaga nas semifinais. A mais veloz foi a australiana Marieke Guehrer, com 53s26.

Leia também:  Diretoria do União deve apresentar equipe dia 14

“Gostei, igualei com o meu melhor tempo e estou mesmo sentido a respiração porque tenho asma. Agora vou descansar pra tentar baixar esse tempo à tarde e pegar a final – disse Alessandra”.

Com o 15º tempo dos 50m borboleta (26s43), a atleta olímpica Daynara de Paula também confirmou presença nas semifinais da tarde desta quinta. A canadense Noemie Thomas passou com a melhor marca das eliminatórias: 25s76.

Nos 100m medley, Flavia Delaroli terminou apenas em 31º, com 1m03s10, e não conseguiu avançar na disputa. Com 59s20, a inglesa foi a mais veloz.

O revezamento 4x200m livre do Brasil, formado por Thiago Simon, Fernando Santos, Vinícius Waked e Samuel Acioli, fechou a segunda manhã de eliminatórias do Mundial conquistando a última vaga para a final, com o tempo de 7m07s40. A equipe alemã fez 6m58s67 e avançou com a melhor marca.

Leia também:  Meninas do vôlei vencem a primeira em Cuiabá
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.