Foto: internet

A interrupção no fornecimento de energia que deixou cerca de 2 milhões de consumidores sem luz na noite de sábado (15) pode ter sido ocasionada por um raio. De acordo com o secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, Ildo Grüdtner, a origem ainda está sendo analisada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), mas no momento do corte ocorria uma incidência de raios na região, e isso pode estar associado ao desligamento.

Para o secretário, a sequência de quedas no sistema é uma “coincidência ruim”. “Estamos sujeitos a perturbações. Não gostamos quando elas ocorrem, e trabalhamos constantemente para que isso não ocorra. Claro que é impossível dizer que não vai ocorrer, porque existe risco, então se trabalha incessantemente para evitar essas perturbações”, disse Grüdtner. Este foi o sexto problema de abastecimento de energia registrado no país desde setembro.

Leia também:  Alto Araguaia | Exportação cai 11% no mês de julho

A interrupção de sábado teve origem nas instalações da Usina Hidrelétrica de Itumbiara, no sul de Goiás, que pertence à Eletrobras Furnas. O ministro de energia, Edison Lobão, determinou a aplicação de um protocolo que determina ações para verificação dos sistemas de proteção e uma equipe técnica, com integrantes do ministério, do ONS e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) foi enviada a Itumbiara para investigar o caso.

O secretário explicou que o problema atingiu a subestação da rede básica que está conectada à usina, desligando também as máquinas de geração de energia. Como houve déficit entre a geração e o consumo de energia, houve um corte automático de carga para restabelecer o equilíbrio do sistema.

Leia também:  Mato Grosso é responsável por 26,5% do desmatamento total da Amazônia
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.