Reunião na Câmara Municipal – Foto: Assessoria

O Projeto de Lei nº 407/2012 que trata sobre a sobre a criação, propriedade, posse, guarda, uso e transporte de cães e gatos, foi debatida na tarde desta terça-feira (18), entre os vereadores e representantes de Organizações Não Governamentais (ONG) de defesa dos animais.

O veterinário Marcelo Oliveira explicou que o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) tem como finalidade prevenir que as pessoas não sejam contaminadas por doenças provenientes de animais, mas, infelizmente, muitas vezes é utilizado como clínica para os animais.

Os protetores dos animais demonstraram que caso a proposta seja aprovada, será muito favorável ao município pois, além de liberar o CCZ para atuar mais diretamente na função a qual é destinada, trará outros benefícios como a redução na população de animais nas ruas e contaminação das pessoas com doenças oriundas dos cães que são abandonados na cidade.

Leia também:  Vereador pede a construção de uma praça na região do bairro Belo Horizonte

O vereador Adonias Fernandes (PMDB), presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, relatou que está previsto no orçamento do próximo ano recurso para ser aplicado nos trabalhos em defesa dos animais e entende que iniciativas como essas são fundamentais, pois se trata de uma questão de saúde pública.

No momento o Projeto de Lei esta com vistas para o vereador Olímpio Alvis (PR), que desejava compreender melhor a proposta, contudo, deve ser devolvido para a votação nesta quinta-feira (20), última Sessão Ordinária de 2012.

Estiveram presentes na reunião representantes da Associação Rondonopolitana de Proteção aos Animais Abandonados (ARPAA), Associação Protetora dos Animais de Rondonópolis (APAR) e Cantinho de Proteção Animal de Rondonópolis.

Leia também:  Vereador acompanha dia letivo de crianças com Transtorno de Espectro Autista
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.