Barrichello disputou três provas na Stock Car pela Full Time em 2012 (Foto: Miguel Costa Jr./ divulgação)

Bastaram três corridas na Stock Car como convidado para Rubens Barrichello decidir por um novo rumo para sua carreira. Depois de 20 anos pilotando fora do Brasil (19 na Fórmula 1 e um na Indy), Rubinho acredita que é hora de voltar para casa. Nesta quinta-feira, o experiente piloto de 40 anos anunciou oficialmente que correrá na Stock Car em 2013, mais precisamente na equipe Full Time, a mesma pela qual disputou as provas no fim deste ano. A estreia oficial como piloto da Stock está marcada para o dia 3 de março, justamente na pista onde o piloto paulista foi criado: Interlagos, São Paulo.

Bom galera, agora é oficial. Irei correr pela Stock Car na temporada 2013 pela equipe Full Time. Chegou a hora de voltar para casa. Será muito bom estar competindo em casa e também estar mais perto da minha família. Sinto muito orgulho de meus mais de 20 anos correndo fora de casa e agradeço muito todo o apoio que tive esses anos. Agora é Brasil. E viva 2013 – publicou.

Leia também:  Técnico do União lamenta: “Dava para ir mais longe”

Recordista de GPs na Fórmula 1, Barrichello disputou a Indy neste ano (terminou em 12º com 289 pontos) e, inicialmente, desejava seguir na categoria norte-americana em 2013. Após o fim da temporada nos EUA, o piloto aceitou um convite para participar das três últimas corridas do ano da Stock Car, doando o cachê para o Instituo Barrichello Kanaan, que mantém com o amigo Tony.

Rubinho gostou da experiência na principal categoria do automobilismo nacional e passou a cogitar a possibilidade de seguir na Stock em 2013. O carinho do público e a maior proximidade com a família também pesaram na decisão. Barrichello tem dois filhos – Eduardo e Fernando – com a esposa Silvana. Como as negociações com equipes da Indy não avançaram, o piloto paulista decidiu definir seu futuro e anunciar sua volta às pistas do Brasil antes da virada do ano.

Leia também:  2ª Noitada de Boxe Olímpico acontece em Rondonópolis

A ligação de Rubinho com a Stock Car é antiga. Fã da categoria, o piloto nunca escondeu sua admiração por Ingo Hoffmann, dono de 12 títulos e, inclusive, correu com o número 17 do ídolo nas provas como convidado. Barrichello também contou que costumava brincar com a família, fazendo bolão com os resultados da Stock.

– Eu sempre fui um apaixonado pela Stock. Não dá para mentir, sempre declarei. Em casa a gente fazia bolão. Agora bolão fazem eles, porque o pai está correndo – disse no fim de semana da Corrida do Milhão, em Interlagos.

A primeira participação de Rubens na Stock foi em outubro, em Curitiba. O piloto terminou em 22º, prejudicado por um pneu furado que o obrigou a fazer um pit stop não previsto que o jogou para o fim do grid. Na prova seguinte, seu carro quebrou e não completou. Mais ambientado ao carro de turismo, se destacou no treino classificatório para a Corrida do Milhão. Conseguiu avançar à superpole e largou em sétimo. Porém, na corrida, não acertou na estratégia e acabou em 22º.

Leia também:  União e Luve decidem o Estadual Sub-19
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.