Os restos de curativos, preventivos, seringas, agulhas e outros materiais estão ficando acumulados no banheiro do PSF. Foto Varlei Cordova/AGORAMT

Após a matéria veiculada no site AGORA MT em que o presidente da Vila Rica César Augusto Gomes de Andrade denunciou que o lixo hospitalar do Posto de Saúde não era coletado há mais de oito meses. A secretária de saúde, Mariuza Valentim, afirmou que a situação já foi resolvida.

Mariuza explicou que o Posto de Saúde é uma unidade nova, e que quando a licitação para a coleta de lixo hospitalar foi feita, o posto ainda não existia e por isso não entrou no cronograma de coleta.

“Quando a unidade foi criada, uma enfermeira ficou responsável por recolher o lixo hospitalar e levar até o PSF do Parque Universitário para ser coletado, entretanto há alguns meses os funcionários começaram a acumular o lixo no banheiro e isso impossibilitou a coleta. Uma equipe da Secretaria de Saúde já foi até o PS e tomou todas as providências, o lixo foi levado até o destino correto e os funcionários foram informados novamente sobre a forma certa de descarte”, afirma Mariuza.

Leia também:  Estão abertas as inscrições para a 3ª edição da Feciti

Ainda de acordo com a Secretária no PS são utilizadas apenas seringas e agulhas para procedimentos básicos, pois os casos mais sérios em que são feitos curativos ou são utilizados materiais que podem ficar altamente contaminados são encaminhados para o Pronto Atendimento ou para outra unidade hospitalar.

Uma unidade do Programa de Saúde da Família (PSF) está sendo construída no bairro para atender em um espaço amplo todos os moradores de toda região.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.