Foto: internet

Pouco mais de dois anos de ser preso acusado de ser o mandante do assassinato da jovem Eliza Samudio, o goleio Bruno não tem mais contrato com o Flamengo a partir deste 1º de janeiro de 2013. Enquanto aguarda pelo julgamento do caso, marcado para o mês de março, o ex-capitão rubro-negro viveu seu último dia vinculado ao clube carioca em 31 de dezembro de 2012.

Como está preso, Bruno teve o contrato com o time da Gávea desativado e deixou de receber salários. Nos primeiros meses após a prisão, a diretoria flamenguista comandada por Patrícia Amorim chegou a afirmar que reativaria o vínculo em caso de habeas corpus concedido pela Justiça ao atleta preso desde julho de 2010.

Leia também:  Acontece nesse final de semana 1º Torneio de Férias de Vôlei no Ginásio Municipal de Jaciara

Se for absolvido no julgamento, o goleiro terá de buscar uma nova equipe ou então assinar um novo contrato com o Rubro-Negro. A nova diretoria do clube agora presidido por Eduardo Bandeira de Mello, no entanto, ainda não se posicionou sobre o assunto.

Se Bruno ainda aguarda a decisão judicial, Macarrão, amigo e considerado parceiro nos crimes contra Eliza Samudio, já teve sentença divulgada em novembro. O Tribunal do Júri de Contagem-MG definiu a pena do colega de Bruno em 15 anos devido ao sequestro, cárcere privado de Eliza Samudio e seu filho, e pelo assassinato da jovem.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.