Foto: internet
Foto: internet

Se existe uma mínima possibilidade de Adriano vestir a camisa do Guarani, Álvaro Negrão a admitiu na tarde desta quarta-feira. Até um pouco assustado com a repercussão do interesse do Bugre no atacante, o presidente alviverde deu o aval para o gerente de futebol Isaías Tinoco buscar a contratação do Imperador.

– Sobre o Adriano, vou deixar para o Isaías resolver. Como tem uma amizade muito grande com ele, o Isaías vai dizer se vale a pena ou não. Dependendo do que ele falar, a gente encaminha para o resto da diretoria. Vamos aguardar – afirmou o presidente.

Álvaro deu a entender que o assunto, no momento, é apenas um sonho distante.

– A verdade é que ele (Adriano) é muito amigo do Isaías. A mãe dele liga todo dia para o Isaías, que tem um respeito muito grande pelo Adriano. Me perguntaram no Rio se eu gostaria de ter o Adriano. Eu respondi que claro. Quem não gostaria de ter o Adriano no elenco? Só para marketing, já serviria muito. Se ele estiver bem, então nem se fale – completou o dirigente.

Leia também:  Flamengo vence Junior Barranquilla e garante a classificação para a final da Sul-Americana

A ligação entre Isaías Tinoco e a família do ex-atacante de Inter de Milão e Flamengo foi o ponto de partida para que o Guarani passasse a cogitar a chegada de Adriano. Tanto que, apesar de buscar um camisa 9 de peso para reforçar o elenco na temporada, o presidente nunca citou o nome do Imperador como um dos cotados.
Quem não gostaria de ter o Adriano no elenco? Só para marketing, já serviria muito. Se ele estiver bem, então nem se fale”
Álvaro Negrão

O caso ainda gera estranhamentos dentro do próprio Guarani. No mesmo dia e para diferentes veículos de comunicação, Negrão soltou declarações contraditórias, ora dizendo que o jogador estava em negociação, ora descartando a hipótese. A versão oficial do Bugre, divulgada pela assessoria de imprensa, é que o “caso Adriano” está encerrado até que surja algo de concreto.

Leia também:  União começa neste domingo sonho de voltar à Copa do Brasil

Caso avance na negociação e feche de fato com o atacante, que não joga desde o início de 2012, quando atuou pelo Corinthians, o Guarani assinará um contrato bem mais curto do que o usual: por apenas três meses, ou seja, apenas para a disputa do Paulistão. Isso significa que mesmo se Adriano desembarcar no Brinco de Ouro, dificilmente disputará a Série C.

Brincadeiras
Uma cervejaria de Campinas já “se animou” com a possibilidade de Adriano circular pela noite da cidade. Em sua página no Facebook, o estabelecimento comercial deu as boas-vindas e abriu as portas para o atacante, caso o jogador venha a acertar com o Guarani.

Adriano está sem clube desde que deixou de treinar no Flamengo, no início de novembro. A última vez que o Imperador atuou, no entanto, foi na passagem pelo Corinthians, em 4 de março. Depois, precisou passar por uma nova cirurgia no tendão de Aquiles do pé esquerdo, em abril. O Fla chegou a abrir as portas para tentar recuperá-lo, mas o atacante ultrapassou o limite de faltas estipulado no contrato de risco e foi dispensado por indisciplina.

Leia também:  Atleta da Seleção brasileira de Hóquei é assassinado com tiro na nuca em SP
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.