Foto: Facebook
Foto: Facebook

Os posicionamentos políticos do Deputado Federal e Presidente Regional o Partido Socialista Brasileiro (PSB), Valtenir Pereira, parecem estar abrindo cada vez mais um abismo entre o deputado e outras lideranças políticas do movimento Mato Grosso Muito Mais (MMM), composto por PPS, PSB, PDT e PV.

A insatisfação do grupo com Valtenir é por causa das decisões que o parlamentar tem tomado e que tem desagradado o projeto político do MMM que pretende disputar em 2014 o Governo do estado com Pedro Taques (PDT) ou Percival Muniz (PPS).

Diante disso, o grupo resolveu retaliar o deputado não se esforçando para que os irmãos de Valtenir possam assumir cargos. Em Rondonópolis a movimentação de Percival para que Carlos Vanzelli do PDT pudesse assumir a cadeira no legislativo, nem de longe, teve o mesmo empenho para o segundo suplente, que é o defensor público, Valdenir Pereira (PSB).

Leia também:  Vereador Rodrigo da Zaeli propõe projeto que beneficia servidores públicos

Já em Cuiabá onde o prefeito, Mauro Mendes é também o presidente municipal do PSB, o irmão de Valtenir, Wantuir Pereira foi excluído de uma nomeação para o segundo escalão da administração da capital.

Com relação a Wantuir o parlamentar disse que foi o único pedido feito por ele a Mendes, “Fiz a indicação porque entendi que meu irmão se encaixaria na nova administração, já que Mauro buscava nomes de técnicos. Meu irmão, formado em direito, fez pós-graduação em administração pública”, explicou Pereira, citando ter deixado Mendes “bastante à vontade”.

Já em Rondonópolis as “acomodações” políticas na administração Percival Muniz parece ter chegado ao fim com a nomeação de Juca Lemos (PT) para a coordenação do Procon, tornando quase impossível a chegada de Valdenir ao legislativo municipal.

Leia também:  Em Sessão Solene, professores recebem homenagem da Câmara Municipal
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.