A cerimônia de posse dos eleitos que era para ser um evento rápido acabou literalmente em um ‘chá de cadeira’ para os convidados depois que um dos vereadores empossados pediu para que todos os 21 eleitos a Câmara tivessem o direito de fala de 10 minutos.

O cerimonial do evento havia programado para que apenas um representante de cada partido fizesse uma fala, mas o vereador eleito Thiago Muniz (PPS) alegou que no regimento da Casa de Leis previa 10 minutos para cada vereador e fez o pedido ao presidente da Câmara, Ibrahim Zaher. Thiago alegou que todos os vereadores tinham convidados no local e que queriam fazer os agradecimentos.

Leia também:  Donos de caçamba pedem apoio para vereadores

Apesar do pedido, o presidente da Câmara agiu com bom senso e cedeu apenas 3 minutos para cada eleito, já que 10 minutos para cada um representaria 3h20 só de fala dos vereadores.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.