Foto da assessoria
Foto da assessoria

A abertura do buraco na Avenida Bandeirantes no trecho sobre o córrego Canivete foi avaliado para recuperação emergencial, nesta segunda-feira (14), pela equipe da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder), as maquinas já estão trabalhando na recuperação da pista.

A Avenida que se encontra interditada desde o final de semana, em razão a abertura de uma cratera no trecho Centro/Vila Operária e com diversas rachaduras a pista ficou comprometida no lado que liga Vila Operária/Centro.

Técnicos da Coder estiveram no trecho comprometido e constataram que as manilhas de ferro para o escoamento da água estavam enferrujadas e assoreadas. “Realizaremos a recuperação deste trecho com urgência. Estes tubos de ferro são antigos e eles estavam muito gastos provocando a erosão e cedendo o asfalto”, destacou o diretor-presidente da Coder, Ailton das Neves revelando ainda que será colocada uma estrutura que resolverá o problema. “Vamos colocar uma tubulação de concreto e acabar de vez com esse problema. Precisamos também da compreensão da população que utiliza essa avenida no seu dia-a-dia”, completou.

Leia também:  Atletas de Rondonópolis se destacam em competição nacional

Orçada em quase 13 milhões, a obra de canalização do Córrego Canivete, que segue da ponte da Avenida Bandeirantes até a Avenida Goiânia chegou a ser iniciada, mas no momento está paralisada. A canalização é um convenio entre o Governo Federal e o Governo do Estado e tem o seu termino previsto para setembro de 2013. “O contrato entre o Governo Federal, o Governo do Estado e a empresa que prestará o serviço prevê que a obra comece da Avenida Goiânia para baixo e não da Avenida Bandeirantes para cima”, concluiu Fábio Cardozo, secretário de Infraestrutura e chefe do Gabinete de Serviços.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.