Meia Riquelme volta a ser alvo do Palmeiras para a
temporada 2013 (Foto: Getty Images)

Enquanto o meia Valdivia é esperado no Palmeiras na tarde desta segunda-feira, a diretoria do Palmeiras segue atrás de reforços para qualificar a equipe comandada pelo técnico Gilson Kleina em 2013. Na última sexta-feira, o gerente de futebol César Sampaio afirmou que três negociações estão próximas de um desfecho positivo. E um antigo sonho da diretoria, que havia sido descartado, voltou a entrar na pauta: Riquelme.

Antes de participarem do sorteio dos grupos da Taça Libertadores da América, no fim de dezembro, Sampaio e o vice-presidente de futebol do clube, Roberto Frizzo, estiveram na Argentina e conversaram com o jogador, que está sem contrato com o Boca Juniors.

Só que, na sequência, o clube argentino anunciou a contratação do técnico Carlos Bianchi para comandar a equipe em 2013. Com isso, o retorno do camisa 10, que é amigo do treinador, voltou a ser cogitado, e o Verdão praticamente desistiu do negócio. No último sábado, porém, o meia afirmou que não atuará mais pelo Boca.

Leia também:  União precisa vencer para ficar com título do sub-19

Com isso, os cartolas do Palmeiras se animaram. O presidente do Conselho de Orientação e Fiscalização do clube, Alberto Strufaldi, revelou que já passou ao departamento de marketing um pedido: que seja montado um projeto capaz de trazer Riquelme sem custos. Os vencimentos do jogador seriam pagos com a ajuda de parceiros.

– Seria uma alternativa interessante. Se isso der certo, o Palmeiras não desembolsaria um centavo e conseguiria qualificar sua equipe. Pedimos ao marketing para fazer um estudo do que seria possível fazer. Não podemos fazer loucuras para reforçar o time – afirmou  Strufaldi.

Seria a grande sacada do novo departamento de marketing do Palmeiras, reformulado há dois meses e comandado agora por Rodrigo Geammal, sócio da Elos Cross Marketing, empresa voltada para os segmentos esportivo e de entretenimento. Ele confirmou a iniciativa.

Leia também:  Reway estará em jogo das eliminatórias da Copa do Mundo

– Essa demanda é minha mesmo e estamos finalizando o projeto – disse, pedindo desculpas por não poder entrar em detalhes.

Procurados pela reportagem, Sampaio e Frizzo não atenderam os telefonemas. Gilson Kleina espera ansiosamente a chegada de reforços. O setor de criação é uma incógnita na equipe. Valdivia tem sido muito criticado pela falta de comprometimento. O atleta não se reapresentou com os demais companheiros na última quinta-feira e só deu notícias à diretoria do Verdão no sábado. Disse que estava fazendo tratamento no Chile.

Além disso, como 22 atletas deixaram a equipe desde o rebaixamento, é preciso ter opções capazes de comandar a equipe no ano em que o Verdão iniciará brigando com os grandes na Taça Libertadores da América e no Campeonato Paulista e terminará lutando pela volta à elite no nacional.

Leia também:  Copa de 94 volta à tona com histórias de Romário e loira de Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.