Incentivos governamentais e preços baixos têm sido preponderantes para o bom desempenho do comércio varejista brasileiro, que tem apresentado crescimento há seis meses consecutivos. A avaliação foi feita pela pesquisadora do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) Aleciana Gusmão.

Segundo dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do IBGE, divulgados hoje (15), o comércio varejista apresentou, em novembro de 2012, crescimento de 0,3% na comparação com outubro do mesmo ano e de 8,4% na comparação com novembro de 2011.

“O comércio tem tido estímulos constantes do governo para ter o consumo estimulado. Um exemplo disso são as reduções tributárias de IPI [Imposto sobre Produtos Industrializados], para a linha de móveis e veículos. Além do que, há a deflação [queda] de preços em alguns segmentos, como móveis e equipamentos de escritório”, disse a pesquisadora.

Leia também:  Prazo para inscrição no Enem termina nesta sexta-feira
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.