Os vereadores se reuniram na tarde desta quarta-feira (16) para mais uma sessão extraordinária, onde foram votados a contratação de mais de 300 funcionários temporários para as diversas Secretarias do município.

As contratações serão para os cargos como psicólogos, agente administrativo, pedagogos,  topógrafo, auxiliar de topografia, auxiliar de serviços diversos, orientadores de área especifica, pintor, engenheiro sanitarista, engenheiro eletricista,  arquiteto urbanista, engenheiro civil, pedreiro, auxiliar de pedreiro, agente de defesa ambiental (fiscal), inspetor de alunos, orientador educacional, motorista, assistente social e instrutor de cursos e outros.

O vereador Aristóteles Cadidé (PDT) afirmou que essas contratações são um mal necessário. “O correto seria o concurso público, mas a máquina não pode parar e para isso é preciso mais funcionários para atender a demanda do município”, fala. Segundo Cadidé, o prefeito Percival Muniz (PPS) está fazendo uma reforma administrativa em todos os setores e depois disse será feito um levantamento para depois lança o concurso público.

Leia também:  Vereador Thiago Silva cobra revisão dos terrenos nos setores industriais

“Percival quer realizar o concurso em julho de 2013. Dentro de 90 dias o levantamento das vagas deve ficar pronto, mas ainda não sabemos se terá tempo hábil para realizar o concurso até a data prevista”, fala.

Na última sessão realizada em sete de janeiro, o legislativo havia aprovado mais de 500 contrações temporárias.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.