O Encontro Nacional de Prefeitos deve aquecer o mercado de prostituição em Brasília nos próximos dias, segundo reportagem divulgada pelo portal R7.  Ao menos essa é a expectativa de prostitutas e empresários do setor. Todos garantem que em anos anteriores, esse tipo de evento, que reúne uma quantidade muito grande de pessoas, impulsiona o mercado local de uma forma geral.

Para algumas prostitutas, em especial as de luxo, o público que estará em Brasília nesses dias tem alto poder aquisitivo e poderá pagar mais pela hora do programa. Para as profissionais do sexo, esse momento é um “prato cheio”.

Para os políticos que querem ser mais discretos, o atendimento das prostitutas de luxo é feito em domicílio, nos flats onde descansam nos momentos de folga. Segundo elas, para entrar lá para fazer um programa costuma ser burocrático. A acompanhante não pode levar a bolsa e é revistada por um segurança particular, porque é proibido filmar, gravar ou usar de qualquer outro meio que possa colocar, de alguma forma, a imagem pública do político em xeque.

Leia também:  De pijama

Empresários do ramo de aluguéis de carros afirma que prefeitos, vereadores, deputados e assessores chegam a alugar vans para leva-los até as casas de shows. A preferência é por duas casas de shows no Sig (Setor de Indústrias Gráficas) e um pub que fica dentro de um hotel de luxo na Asa Sul, área central de Brasília.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.