Foto: internet

O Fluminense já definiu seu alvo principal para a lateral esquerda: trata-se do argentino Fabian Monzón, que tem 25 anos e atua pelo Lyon, da França. O jogador foi oferecido e agradou muito à diretoria tricolor. Com a crise econômica na Europa, o clube francês deseja se desfazer de um atleta que ganha bem e não é titular absoluto. A tendência é que a negociação seja por empréstimo, de no mínimo um ano, com opção de compra.

Mesmo com a pré-temporada rolando em Atibaia, no interior de São Paulo, o vice-presidente de futebol Sandro Lima ficou no Rio para tratar do assunto. Já o diretor executivo Rodrigo Caetano também deve voltar para a cidade para participar das negociações. Além de Monzón, o Tricolor também trabalha para trazer um meia cujo nome ainda é mantido em sigilo.

Leia também:  2ª Noitada de Boxe Olímpico acontece em Rondonópolis

O objetivo da diretoria é retornar para Atibaia até o fim da semana com as duas situações resolvidas. O apoiador que está na mira do clube não é Felipe, que também foi oferecido, mas não é unanimidade na diretoria e enfrenta muita resistência entre os torcedores. Nas Laranjeiras, comenta-se que o meia misterioso é mais novo, melhor, chegaria do exterior e seria uma contratação de impacto com nome suficiente para brigar com Deco e Thiago Neves por uma vaga entre os titulares.

Empresário de Monzón é esperado no Rio
Ficha técnica

Nome: Luciano Fabian Monzón
Idade: 25 anos
Peso e altura: 1,79m e 75kg
Clubes na carreira: Boca Juniors (2008 e 2009/11), Bétis (2008/09), Nice (2011/12) e Lyon (2012/13)

Leia também:  Copa de 94 volta à tona com histórias de Romário e loira de Rondonópolis

Nome preferido para suprir a carência na lateral esquerda e fazer sombra ao titular Carlinhos, Monzón foi revelado pelo Boca Juniors, tem passagem pelas seleções de base da Argentina – ganhou a medalha de ouro no futebol nas Olimpíadas de 2008 ao lado de Messi, Riquelme e Aguero – e já defendeu o Bétis (Espanha) e o Nice (França). Ele foi contratado pelo Lyon em agosto de 2012 por 3 milhões de euros (cerca de R$ 8 milhões) e desde então participou de 12 dos 25 jogos da equipe, marcando um gol. Mesmo com o brasileiro Michel Bastos atuando mais no meio-campo, o lateral-esquerdo vem se revezando com outros jogadores na posição. Sua última partida como titular foi no dia 6 de dezembro, pela Liga Europa. O empresário do argentino é esperado no Rio nos próximos dias para conversar com a diretoria tricolor.

Leia também:  Eurico Miranda é afastado da presidência do Vasco por ser acusado de apoiar vandalismo de torcida

Assim que foi oferecido, o nome de Monzón agradou muito – sobretudo diante da escassez de laterais-esquerdos no Brasil. O clube até tentou as contratações de Márcio Azevedo, do Botafogo, e Reinaldo, do Sport, sem que nenhum dos dois fosse visto como a solução ideal para o problema. Atualmente, o técnico Abel Braga conta apenas com Carlinhos para o setor desde o retorno de Thiago Carleto para o São Paulo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.