Na boca da safra de grãos, a agricultura brasileira está num momento inusitado. A super safra, estimada em 180 milhões de toneladas, entre arroz, feijão, milho, trigo e soja, que já começou a ser colhida no Centro-Oeste, deve proporcionar uma receita recorde, apesar de todas as incertezas que há sobre o ritmo de atividade no mercado interno e externo.

Nas contas da RC Consultores, a renda agrícola desses cinco produtos deve somar neste ano R$ 145 bilhões, 18% a mais que em 2012. Mas parte do ganho recorde pode ser corroído pela alta do preço do frete no custo de produção do agricultor.

Advertisements
Leia também:  Taques inaugura 170 km de rodovias em Paranatinga, Primavera e Santo Antônio do Leste

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.