Mato Grosso recebeu R$ 9,7 milhões de compensação financeira pela utilização de recursos hídricos para geração de energia elétrica durante o ano passado. Este valor foi gerado entre as 15 usinas hidrelétricas pagadoras instaladas e que funcionaram nos rios que cortam o Estado.

De acordo com a tabela da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Araputanga, Aripuanã, Barra do Bugres, Campo Novo do Parecis, Chapada dos Guimarães, Indiavaí, Itiquira, Jauru, Nova Brasilândia, Pontes e Lacerda, Tangará da Serra, Vale de São Domingos e Nova Maringá são os municípios mato-grossenses na lista de compensação financeira pela utilização de recursos hídricos.

O mês com a melhor arrecadação foi março com R$ 1,1 milhão. Seguido de abril, maio, junho e junho, todos na casa também de R$ 1 milhão. Já o mês com a menor arrecadação foi outubro com R$ 530 mil. Ainda segundo a Aneel, os municípios ficam com 45% da arrecadação, enquanto outros 45% vão para o Estado. Os 10% restantes são da União.

Leia também:  Inscrições do concurso público da UFMT já estão abertas

No país, a arrecadação chegou a R$ 2,2 bilhões. Desse total, foram distribuídos R$ 1,726 bilhão a título de CFURH e R$ 478,4 milhões em royalties.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.