O apóstolo Valdemiro Santiago de Oliveira e a bispa Franciléia de Castro Gomes de Oliveira, líderes da Igreja Mundial do Poder de Deus, foram autorizados pelo governo a receberem passaportes diplomáticos do Ministério das Relações Exteriores.

O documento permite acesso à fila de entrada separada em alguns aeroportos e facilita a obtenção de vistos em alguns países que o exigem. O tratamento tende a ser menos rígido que o dado aos brasileiros com passaporte comum.

O Itamaraty informou que para que o pedido seja aprovado é necessário que a instituição execute “uma atividade que justifique o trabalho no exterior”. O documento é concedido a presidentes, vices, ministros de Estado, parlamentares, chefes de missões diplomáticas, ministros dos tribunais superiores e ex-presidentes.

Leia também:  “Banda podre” do PSB faz encontro e deixa Valtenir de fora

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.