A equipe médica que atende o piloto Henrique Balestrin, o “Zóio” (20) fez, esta manhã, drenagem no pulmão para retirar secreções e evitar um quadro de infecção, mantendo-o em coma induzido. Ele segue respirando com a ajuda de aparelhos. A assessoria de imprensa da secretaria municipal de Saúde do Rio de Janeiro informou que o quadro de Zóio não evoluiu como nas horas após a intervenção neurocirúrgica de implantação de um cateter, para aliviar a pressão intracraniana. As informações divulgadas dão conta de que o estado de saúde do piloto, no entanto, não é considerado pior do que os primeiros boletins médicos apresentados pela junta médica.

Zóio, que faz parte da equipe do hexacampeão da Copa do Brasil de Freestyle, Joaninha, vai permanecer internado por tempo indeterminado. Joaninha esteve no hospital, conversou com médicos e seguiu para Goiás, onde tem compromissos profissionais. Por telefone, ele tem mantido sucessivos contatos em busca de informações do amigo e companheiro de equipe.

Leia também:  Meninas do vôlei vencem a primeira em Cuiabá

No sábado pela manhã, durante os treinos para a copa de motocross estilo livre, no Rio de Janeiro, Zoio não conseguiu concluir a manobra de backflip e, ao cair na rampa, teve traumas que causaram microlesões no cérebro, grave contusão no pulmão e lesão na coluna cervical.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.