União das informações e criação de cadastro nacional sobre pessoas desaparecidas são algumas das reivindicações do abaixo assinado que tem como finalidade criar um projeto de lei de iniciativa popular que auxiliem as famílias.

De acordo com os idealizadores, nem todos os Estados tem sites com informações sobre pessoas desaparecidas (site do Governo ou Secretarias de Seguranças Públicas), além da inexistência de delegacias especializadas em todos os Estados do país; e as que existem não atendem as expectativas das famílias na investigação dos desaparecimentos. O que é agravado com a falta de estrutura para atendimento psicológico ou apoio aos familiares dos desaparecidos.

Outro objetivo da proposta é desenvolver uma uniformidade nas informações e forma de encaminhamento dos casos, pois até o momento cada Estado possui um procedimento próprio em relação ao assunto.

Leia também:  Veículos de carga terão restrição de tráfego nas rodovias federais no feriado

O delegado responsável pelo Departamento de Crimes Contra Pessoa da Polícia Civil, Vinicius Franciscon Frezoto, relatou no Estado os caso de pessoas desaparecidas são investigados por Cuiabá, contudo não possui um levantamento de quantas pessoas estão desaparecidas em Mato Grosso.

Franciscon observou que casos de desaparecimentos são complexos de investigar, pois na maioria das vezes as pessoas decidem abandonar o lar sem deixar qualquer tipo de noticias. Outro motivo comum são os casos de homicídios com ocultação de cadáver.

Contudo o delegado afirmou que é imprescindível que a Policia Militar seja comunicada, o quanto antes, sobre o desaparecimento de alguma pessoa. “Assim que os familiares perceberem o sumiço de um ente, deve procurar as autoridades competentes enquanto o fato esta recente”, concluiu.

Leia também:  Deputados de MT aprovam por 16 votos a 4 a PEC que limita gastos do governo durante 10 anos
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.