Em um intervalo de dois meses, dois corpos de mulheres foram encontrados esquartejados dentro de malas no mesmo local, no Itaim Paulista, zona leste de São Paulo. As características dos crimes levam a polícia a suspeitar que um assassino em série possa estar agindo na região.
Senira Leite, de 25 anos, foi achada na madrugada de sábado (12). Vizinhos chamaram a polícia depois que suspeitaram que pudesse haver uma bomba dentro da mala. A família dela reconheceu o corpo. A mãe (foto) também disse que a mulher era viciada em crack e passava mais tempo na rua do que em casa.
A mala trazia uma etiqueta de um voo, de Guarulhos para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, em setembro de 2012. Pela identificação, a polícia quer chegar até o dono da bagagem. A vítima tinha alguns hematomas no rosto e também no corpo. Os investigadores procuram o namorado de Senira, que convivia com ela nas ruas. Não está descartada que a causa da morte possa ter sido overdose. No entanto, o delegado Roberto Gonçalves (foto) também suspeita que um assassino em série possa ter cometido o crime.
Há dois meses, outra usuária de crack foi achada morta dentro de uma mala, a cerca de 500 m de onde Senira foi encontrada. Ela tinha aproximadamente a mesma idade e estava em uma pilha de lixo, em uma praça do Itaim Paulista.

Leia também:  Foragido pelo assassinato da namorada há 25 anos em Santa Catarina, é preso em MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.