O prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (PSB) meteu a boca no trombone quando “abriu” os cofres da prefeitura da capital, já que segundo ele ao invés dos R$ 15 milhões alardeados pelo ex-prefeito Chico Galindo (PTB), havia apenas R$ 95 mil. A coisa ficou pior já que segundo o novo prefeito a um ‘restos a pagar’ superior a R$ 70 milhões, quando o esperado era no máximo R$ 21 milhões.

O atual secretário de Desenvolvimento Urbano, e “homem-forte” da gestão do ex-prefeito Chico Galindo (PTB), Lamartine Godoy (PTB), rebateu as críticas deferidas pelo atual gestor Mauro Mendes (PSB) a respeito da situação financeira deixada pelo antecessor. De acordo com o secretário, Galindo não deixou dinheiro em caixa para cumprir com todos os compromissos feitos por ele, mas deixou uma previsão orçamentária estruturada para o pagamento.

Leia também:  Vetos irritam vereadores
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.