As Nações Unidas vão investigar o uso de aviões não tripulados, chamados drones, em ações antiterroristas. O anúncio ocorre em meio ao crescimento contínuo do número de civis inocentes mortos nos ataques.

O inquérito investigará pelo menos 25 ataques com o uso de drones no Paquistão, no Iêmen, na Somália e em territórios palestinos.

O encarregado da investigação será o especialista em antiterrorismo e direitos humanos das Nações Unidas, Ben Emmerson. A maioria dos ataques com drones é de responsabilidade dos Estados Unidos, mas Israel e a Grã-Bretanha também os usam.

Advertisements
Leia também:  Miss Turquia perde o título por fazer comentário infeliz nas redes sociais

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.